sexta-feira, 22 de junho de 2012

Blog do LERAY: EMPREENDEDORISMO: Não depende de talento.

Blog do LERAY: EMPREENDEDORISMO: Não depende de talento.: Hoje decidi escrever sobre um tema que está na moda: Empreendedorismo. Mas não por inspiração ou instrução. Simplesmente porque li um ar...

mais sobre Síndrome de Burnout?

mais sobre Síndrome de Burnout!


VOCÊ SABIA QUE A SINDROME DE BURNOUT está prevista na relação e transtornos mentais e deo comprtamento no CID - 10?
TRANSTORNOS MENTAIS E DO COMPORTAMENTO
RELACIONADOS COM O TRABALHO (Grupo V da CID-10)
DOENÇAS
AGENTES ETIOLÓGICOS OU FATORES DE RISCO DE NATUREZA OCUPACIONAL

(....)]

XII - Sensação de Estar Acabado (“Síndrome de Burn-Out”, “Síndrome do Esgotamento Profissional”) (Z73.0)
1. Ritmo de trabalho penoso (Z56.3) 
2. Outras dificuldades físicas e mentais relacionadas com o trabalho (Z56.6)



Blog do LERAY: Você conhece a Síndrome de Burnout?:     Assim como o estresse conhecido por todos, mesmo que superficialmente, a SÍNDROME DE BURNOUT deve ser prevenida pelos gestores d...

quinta-feira, 14 de junho de 2012

CONCURSO POLÍCIA FEDERAL

 

FAÇA SUA

PRÉ INSCRIÇÃO e ganhe desconto  enviando email para com seus contatos (email, fone), CUROS e TURNO de SEU INTERESSE  para CURSO  preparatório TOTALMENTE PRESENCIAL em SLZ/MA.

 

logo capture 
Informações: (98) 87353813

CONCURSO Polícia Federal, CARGOS/VAGAS:

Escrivão -350 vagas 

Delegado  - 150 vagas

Perito Criminal – 100 vagas

  1. Requisitos e atribuições dos CARGOS:

Requisitos para todos os cargos: 

    • Diploma de curso superior em Direito.
    • estar em dia com as obrigações eleitorais e militares (esta última, aplicável aos candidatos do sexo masculino),
    • possuir carteira nacional de habilitação mínima na categoria “B” e ter pelo menos 18 anos de idade até a data de matrícula no Curso de Formação Profissional.
    • Requisito: nível superior em qualquer área.
    • Atribuições policiais e administrativas: cumprir formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, acompanhar a autoridade policial em diligências policiais e dirigir veículos policiais.
    • Ainda na primeira etapa, exclusivamente para o cargo de Escrivão, será aplicada também uma prova prática de digitação.

Requisito: Diploma de nível superior em:

    Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Engenharia (nas especialidades: Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Agronômica, Florestal, Civil, Química, Redes de Comunicação ou Computação), Ciência da Computação, Informática, Análise de Sistemas, Geologia, Química, Química Industrial, Biomedicina, Ciências Biológicas, Medicina, Odontologia ou Farmácia. Entre as atividades diárias do Perito, estão a realização de exames periciais em locais de infração penal, exames em instrumentos utilizados, pesquisas de interesse do serviço, coleta de dados e informações necessários à complementação dos exames e outras atividades que visem apoiar técnica e administrativamente a instituição.

  1. Delegado de Polícia Federal:(EDITAL)

Requisito: Diploma de nível superior em Direito

Competências do Delegado de Polícia Federal:

  • incluem instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação, orientar e comandar a execução de investigações relacionadas, participar do planejamento de operações de segurança e investigações, entre outras atividades de apoio ao Órgão na consecução dos seus fins.
  • Somente os aspirantes ao cargo de Delegado, por sua vez, passarão por prova oral (além das demais etapas).
  • Das Inscrições para o Concurso Polícia Federal 2012
  • via internet:
  • Das 10 horas do dia 18 junho de 2012 e 23 horas e 59 minutos ATÉ dia 9 de julho de 2012, observado o horário oficial de Braslia/DF.
  • Postos de atendimento presencial, devendo para tanto, consultar a relação dos locais aptos para receber inscrições, distribuídos entre os Estados e o Distrito Federal.
  • Etapas da seleção
  1. Primeira etapa: As provas objetiva e discursiva terão duração de 5 horas e estão programadas para o dia 19 de agosto de 2012, no turno da manhã. Essas duas avaliações fazem parte da primeira etapa do concurso, que ainda terá: exame de aptidão física, exame médico e avaliação psicológica e de títulos.
  2. Segunda etapa da Seleção pública consistirá no Curso de Formação Profissional, que será executado pela Academia Nacional de Polícia (e não mais pelo Cespe/UnB, como na primeira etapa), tendo como local prioritário o Distrito Federal.

Da inscrição até a nomeação os candidatos serão submetidos a investigação social e/ou funcional, que terá caráter eliminatório, e poderá inclusive ser avaliado em exame antidrogas. Durante o Curso de Formação Profissional, poderão passar por avaliações médica e psicológica complementares, sendo também eliminatórias.

Os editais estabelecem que o prazo de validade dos Concursos será de 30 dias, contados a partir da publicação da homologação dos resultados finais, podendo esse prazo ser prorrogado uma única vez.

 

 
 
logo capture
Defensora Dativa Justiça Federal RS e SC desde 1991, Advogada, Consultora e Professora.
Na  FACEM LOGO ministra disciplinas de Direito Penal, Previdenciário,  Constitucional, Legislação Especial, Disciplina de Monografia.
Especialista em Direito Penal e Processual Penal, Previdenciário e Políticas Públicas.
Informações(98) 87353813
Defensora Justiça Federal RS/MA; Professora FACEM – Faculdade do Estado do Maranhão,
e Instituto Homo Sapiens.LOGO IHS e diversos cursos de extensão, capacitação e extensão para o Estado do RS e Município.

terça-feira, 12 de junho de 2012

Vamoooooooo! "BORA ESTUDAAAAAAAAAR" que a FILA ANDA
o TEMPO PASSA e a VIDA NÃO ESPERA!!
Queridos alunos!
ESCOLHAM O MELHOR HORÁRIO PARA CURSO PREPARATÓRIO NA ENQUETE! (aguardo retorno!)Provas para concurso da PF estão marcadas para 18/08/2012, o conteúdo divulgado pelo CESPE foi:

1. PARA ESCRIVÃO:

NOÇÕES DE DIREITO PENAL: 
1 Aplicação da lei penal. 
1.1 Princípios da legalidade e da anterioridade. 
1.2 A lei penal no tempo e no espaço. 
1.3 Tempo e lugar do crime. 
1.4 Lei penal excepcional, especial e temporária. 
1.5 Territorialidade e extraterritorialidade da lei penal. 
1.6 Pena cumprida no estrangeiro. 
1.7 Eficácia da sentença estrangeira. 
1.8 Contagem de prazo. 
1.9 Frações não computáveis da pena. 
1.10 Interpretação da lei penal. 
1.11 Analogia. 
1.12 Irretroatividade da lei penal. 
1.13 Conflito aparente de normas penais. 
2 Infração penal: elementos; espécies; sujeito ativo e sujeito passivo. 
3 O fato típico e seus elementos. 
3.1 Crime consumado e tentado. 
3.2 Pena da tentativa. 
3.3 Concurso de crimes. 
3.4 Ilicitude e causas de exclusão. 
3.5 Punibilidade. 
3.6 Excesso punível.
3.7 Culpabilidade (elementos e causas de exclusão). 
4 Imputabilidade penal. 
5 Crimes. 
5.1 Crimes contra a pessoa. 
5.2 Crimes contra o patrimônio. 
5.3 Crimes contra a fé pública. 
5.4 Crimes contra a administração pública. 
5.5 Concurso de pessoas.

2. PARA PERITO:

NOÇÕES DE DIREITO PENAL: 
1 Aplicação da lei penal. 
1.1 Princípios da legalidade e da anterioridade. 
1.2 A lei penal no tempo e no espaço. 
1.3 Tempo e lugar do crime. 
1.4 Lei penal excepcional, especial e temporária. 
1.5 Territorialidade e extraterritorialidade da lei penal. 
1.6 Pena cumprida no estrangeiro. 
1.7 Eficácia da sentença estrangeira. 
1.8 Contagem de prazo. 
1.9 Frações não computáveis da pena. 
1.10 Interpretação da lei penal. 
1.11 Analogia. 
1.12 Irretroatividade da lei penal. 
1.13 Conflito aparente de normas penais. 
2 Infração penal: elementos; espécies; sujeito ativo e sujeito passivo. 
3 O fato típico e seus elementos. 
3.1 Crime consumado e tentado.
3.2 Pena de tentativa. 
3.3 Concurso de crimes. 
3.4 Ilicitude e causas de exclusão. 
3.5 Punibilidade.
3.6 Excesso punível.
3.7 Culpabilidade: elementos e causas de exclusão. 
4 Imputabilidade penal. 
5 Crimes. 
5.1 Crimes contra a pessoa. 
5.2 Crimes contra o patrimônio. 
5.3 Crimes contra a fé pública. 
5.4 Crimes contra a administração pública.
5.5 Concurso de pessoas.

3. PARA DELEGADO.

DIREITO PENAL: 1 Introdução ao direito penal. 1.1 Conceito, caracteres e função do direito penal. 1.2 Princípios básicos do direito penal. 1.3 Relações com outros ramos do direito. 1.4 Direito penal e política criminal. 2 A lei penal. 2.1 Características, fontes, interpretação, vigência e aplicação. 2.2 Lei penal no tempo e no espaço. 2.3 Imunidade. 2.4 Condições de punibilidade. 2.5 Concurso aparente de normas. 3 Teoria geral do crime. 3.1 Conceito, objeto, sujeitos, conduta, tipicidade, culpabilidade. 3.2 Bem jurídico. 3.3 Tempo e lugar do crime. 3.4 Punibilidade. 3.5 Concurso de crimes e crime continuado. 4 Teoria do tipo. 4.1 Crime doloso e crime culposo. 4.2 Crime qualificado pelo resultado e crime preterdoloso. 4.3 Erro de tipo. 4.4 Classificação jurídica dos crimes. 4.5 Crimes comissivos e omissivos. 4.6 Crimes de dano e de perigo. 4.7 Punibilidade: causas de extinção da punibilidade. 4.8 Iter criminis. 4.9 Consumação e tentativa. 4.10 Desistência voluntária e arrependimento eficaz. 4.11 Arrependimento posterior. 4.12 Crime impossível. 5 Ilicitude. 5.1 Causas de exclusão da ilicitude: estado de necessidade, legítima defesa, estrito cumprimento do dever legal e exercício regular de direito. 6 Teoria geral da culpabilidade. 6.1 Fundamentos, conceito, elementos e conteúdo. 6.2 Princípio de ulpabilidade. 6.3 Culpabilidade e pena. 6.4 Causas de exclusão da culpabilidade. 6.5 Imputabilidade. 6.6 Erro de proibição. 7 Concurso de agentes: autoria e participação; conduta delituosa; resultado; relação de causalidade; imputação. 8 Teoria geral da pena. 8.1 Cominação das penas. 8.2 Penas privativas de liberdade. 8.3 Penas restritivas de direitos. 8.4 Regimes de pena. 8.5 Pena pecuniária. 8.6 Medidas de segurança. 8.7 Aplicação da pena. 8.8 Elementares e circunstâncias. 8.9 Causas de aumento e de diminuição das penas. 8.10 Fins da pena. 8.11 Livramento condicional e suspensão condicional da pena. 8.12 Efeitos da condenação. 8.13 Execução penal. 9 Extinção da punibilidade. 9.1 Conceito, causas gerais e específicas, momentos de ocorrência. 9.2 Prescrição: conceito, teorias, prazos para o cálculo da prescrição, termos iniciais, causas suspensivas ou impeditivas, causas interruptivas. 10 Crimes. 10.1 Crimes contra a pessoa. 10.2 Crimes contra o patrimônio. 10.3 Crimes contra a propriedade imaterial. 10.4 Crimes contra a propriedade intelectual. 10.5 Crimes contra a organização do trabalho. 10.6 Crimes contra o sentimento religioso e contra o respeito aos mortos. 10.7 Crimes contra a dignidade sexual. 10.8 Crimes contra a família. 10.9 Crimes contra a incolumidade pública. 10.10 Crimes contra a paz pública. 10.11 Crimes contra a fé pública. 10.12 Crimes contra a administração pública. 10.13 Crimes contra as finanças públicas. 10.14 Tráfico ilícito e uso indevido de substâncias entorpecentes (Lei nº 11.343/2006). 10.15 Crime organizado (Lei nº 9.034/1995). 10.16 Crimes contra o sistema financeiro nacional (Lei nº 7.492/1986). 10.17 Crimes contra a ordem econômica e tributária e as relações de consumo (Lei nº 8.137/1990). 10.18 Lavagem de dinheiro (Lei nº 9.613/1998). 10.19 Crimes contra a ordem econômica (Lei nº 8.176/1991). 10.20 Crimes hediondos (Lei nº 8.072/1990). 10.21 Crimes resultantes de preconceitos de raça ou de cor (Lei nº 7.716/1989). 10.22 Crimes de tortura (Lei nº 9.455/1997). 10.23 Crimes contra o meio ambiente (Lei nº 9.605/1998). 10.24 Crimes de responsabilidade (Decreto-Lei nº 201/1967, Lei nº 1.079/1950 e Lei nº 8.176/1991). 10.25 Crimes falimentares (Lei nº 11.101/2005). 10.26 Crimes nas licitações e contratos da administração pública (Lei nº 8.666/1993). 11 Direito de representação e processo de responsabilidade administrativa, civil e penal nos casos de abuso de autoridade (Lei nº 4.898/1965). 12 Estatuto do desarmamento (Lei nº 10.826/2003). 13 Apresentação e uso de documento de identificação pessoal (Lei nº 5.553/1968). 14 Código de proteção e defesa do consumidor (Lei nº 8.078/1990). 15 Estatuto do Índio (Lei nº 6.001/1973). 16 Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/1990). 17 Interceptação telefônica (Lei nº 9.296/1996). 18 Lei nº 10.054/2000. 19 Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965). 20 Execução penal (Lei nº 7.210/1984). 21 Lei de Imprensa (Lei nº 5.250/1967). 22 Juizados especiais criminais (Lei nº 9.099/1995).

sexta-feira, 1 de junho de 2012

CRACK . 77% DEPENDENTES QUÍMICOS NÃO FINALIZAM TRATAMENTO DE 9 MESES!


PDFImprimirE-mail
Estudo foi feito em 2011 com seis comunidades que atenderam 500 pessoas.  Apesar de elevado, índice caiu em relação a 2010, quando atingiu 95%.
Do G1 Araraquara e Região
Um levantamento do Conselho Municipal Antidrogas (Comad), de Araraquara (SP), revela que 77% dos dependentes químicos não conseguem finalizar o tratamento que dura nove meses. Apesar de elevado, o índice registrado é menor que em 2010, quando atingiu 95%. Com esses dados, o conselho prende traçar novas estratégias para que mais pessoas consigam terminar o tratamento.
A pesquisa foi feita de janeiro a dezembro de 2011. Foram ouvidas seis comunidades terapêuticas, que atenderam mais de 500 pessoas no período. O levantamento mostra ainda que a maioria dos internos tinha entre 25 e 27 anos.
Crack foi a droga mais consumida com 55%. Mas o uso combinado de drogas, principalmente com o álcool, teve a mesma porcentagem (55%). 
“O crack é uma droga que dá uma dependência mais rápido. E a abstinência dói mais”, explica a assistente social Eliana David de Góes.
Outro dado preocupante é a existência de crianças de 8 a 12 anos, entre os dependentes químicos. Das 25 internadas, apenas 12 terminaram o treinamento. “É um público que não deveria existir”, destaca Márcio Servino, coordenador Comad.
Uma das medidas pra diminuir essa desistência foi a capacitação dos funcionários. Com profissionais preparados, o centro conseguiu melhorar o índice de um ano para o outro. Ana Cláudia Aquino Silveira é psicóloga, fez alguns cursos e agora está na especialização em dependência química da USP. “Com a capacitação, você consegue lidar de forma diferente, abordar o paciente de forma diferente. Sem a capacitação, não teria como”, observa.
Jeferson foi dependente por 30 anos. Passou por tratamento, abandonou e, na segunda vez, conseguiu se recuperar. Faz cinco anos que sobrevive sem as drogas. E hoje trabalha numa comunidade ajudando outros jovens. 
“Precisa ter fé em Deus, força de vontade, perseverança e um grupo”, ressalta.
Um dependente que não quis se identificar veio de uma família de classe média e chegou a estudar na USP. Mas por influência dos amigos, caiu na armadilha das drogas. Do vício da cocaína passou para o crack. Já são seis anos de dependência e de recaídas. 
“Estou novamente aqui, mas agora com a diferença de entrega total. Estou procurando isso diariamente”, diz ele.

Cursos capacitação, extensão e in comapny - jussinara.adv@hotmail.com

  • Crimes Previdenciários - Pratica e análise jurisprudencial
  • Crimes X Criança e Adolescente - MOD I - Abuso Sexual Infantil
  • Crimes X Criança e Adolescente - MOD II - PEDOFILIA
  • Crimes X Idoso - Direitos e Proteção legal
  • Crimes x Mulher - Viol. Doméstica
  • ECA na Escola - Direitos e Deveres da Criança e Adolescente
  • Educação em Direitos Humanos - Ensino Fundamental/Noções Gerais
  • Mecanismos de proteção do E.C.A
  • Previdenciário - Assistencia Social - Benefícios da LOAS - Teoria e Prática
  • Previdenciário - Assistência Social e direitos do IDOSO
  • Previdenciário - Benefícios por Inacapacidade - Teoria e Prática
  • Saúde - Rede de Atendimento e o paciente com CÂNCER
  • Saúde Mental - Dependente Químico - Intervenção psico-social e legal.
  • Saúde Mental - Intervenção socio-jurídica ao PACIENTE COM TRANSTORNO MENTAL.
  • Saúde Mental e Internação Compulsória.
  • Viol. Doméstica - Questões e Prática (Lei Maria da Penha)