quinta-feira, 28 de julho de 2011

REVISÃO DO TETO da PREVIDÊNCIA. A L E R T A!!! LISTA apresentada pelo INSS está ERRADA!

Segurados que têm direito à revisão pelo teto receberam informações incorretas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) desde a última segunda-feira e podem estar fora da lista dos beneficiados com a revisão.   Ocorre que já há casos em que se observou que o segurado tem direito à revisão mas foi informado pelo INSS que não teria direito. Ademais, tal fato não se dá somente com o pedido de infornações acerca da REVISÃO do TETO e sim com diversas informações erradas que vem sendo prestadas pelos servidos do INSS.

De acordo com a decisão e parâmetros estabelecidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal), há casos em que os segurados tem direito à revisão e NÃO ESTÃO NA LISTA disponibilizada pela  Previdência.
Como noticiado no AGORA, foram os casos de três aposentados por invalidez que, antes, receberam um auxílio-doença. Hoje, eles ganham R$ 2.873,79. Os três receberam a informação do INSS de que não têm direito à correção do teto. Segundo Diego Franco Gonçalves,do escritório -  Francisco Rafael Gonçalves Advogados Associados, fez os cálculos desses três segurados e garante que eles têm direito ao aumento. 

"A lista do INSS está equivocada, mas não podemos dizer que são apenas os benefícios indiretos, como as pensões e as aposentadorias por invalidez. Pode ser que existam vários outros erros", afirma o especialista.
Ana Magalhães e Paula Cabrera do Agora

Agora São Paulo - Grana - INSS dá informação errada de revisão pelo teto - 27/07/2011

INSS dá informação errada de revisão pelo teto - 27/07/2011

Segurados que têm direito à revisão pelo teto receberam informações incorretas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) desde a última segunda-feira e podem estar fora da lista dos beneficiados com a revisão. Pelo menos três aposentados que, segundo advogados, têm direito a essa correção --conforme os parâmetros estabelecidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal)-- não estão na lista de beneficiados da Previdência.

Os três são aposentados por invalidez que, antes, receberam um auxílio-doença. Hoje, eles ganham R$ 2.873,79. Os três receberam a informação do INSS de que não têm direito à correção do teto.

Porém, o advogado Diego Franco Gonçalves, do escritório Francisco Rafael Gonçalves Advogados Associados, fez os cálculos desses três segurados e garante que eles têm direito ao aumento. "A lista do INSS está equivocada, mas não podemos dizer que são apenas os benefícios indiretos, como as pensões e as aposentadorias por invalidez. Pode ser que existam vários outros erros", afirma o especialista.

Câncer - dicionário de termos do tratamento

ESPÉCIES DE TRATAMENTO do CÂNCER - dicionário

Quimioterapia É um tratamento realizado por meio de um ou mais medicamentos que possuem capacidade de destruir as células tumorais. É considerado como sistêmico porque atinge todo o organismo.
 Quimioterapia oral e injetável Dependendo da situação clínica, a quimioterapia pode ser realizada com a ingestão oral de comprimidos ou por via venosa dissolvida em soro. “Essa última é mais freqüente, porém, vem aumentando a disponibilidade de alguns quimioterápicos novos por via oral”, explica o médico Robson Ferrigno.
Quimioterapia ambulatorial  Acontece quando o tempo de infusão de um soro com quimioterápicos é curto (em torno de duas horas) e o paciente possui condições clínicas de ir ao ambulatório para receber a medicação. Se o tempo de infusão for muito longo, às vezes durante alguns dias, e o paciente não estiver clinicamente bem, a técnica é realizada com o paciente internado.  Ao lado da cirurgia e quimioterapia, é uma das três principais modalidades técnicas de combate ao câncer. É um tratamento localizado e realizado por meio da aplicação de radiação ionizante em determinada região do corpo, afetada pela doença. Quanto mais concentrada a dose de radiação no tumor e menor nos tecidos normais vizinhos, menores as possibilidades de complicações e Radioterapia melhor é o resultado para a cura.

Tratamentos de câncer

"Câncer ainda é uma doença que assusta. Muitas vezes seu diagnóstico é associado à sentença de morte. Os tratamentos ligados à verdadeiras torturas, com sequelas físicas e emocionais. Felizmente a medicina evolui a cada dia, com objetivo de combater ao máximo os tumores e oferecer mais conforto e segurança aos pacientes. Com o aumento da expectativa de vida, a doença avançou e já é a segunda causa de morte dos brasileiros. Diretor responsável pelo Centro Integrado de Oncologia do Hospital Nossa Senhora de Lourdes, de São Paulo, o radio-oncologista Robson Ferrigno explica a seguir quais são as técnicas não cirúrgicas de tratamento de câncer. Conhecê-las certamente ajuda a diminuir os medos e contribui para os tratamentos."

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Brasil contém epidemia de Aids, mas não reduz mortalidade

DA REDAÇAO

14/06/2011 02h00

Mais de uma pessoa morrre por hora no país vítima do vírus HIV, totalizando mais de 11 mil mortos por ano. Embora tenha contido a epidemia e seja muito elogiado mundialmente por isso, o Brasil não conseguiu reduzir a mortalidade.
Diagnósticos tardios e falta de acesso aos serviços
Com exceção do Estado de São Paulo, as mortes nos outros estados estão em ritmo crescente, segundo último boletim do Ministério da Saúde, com dados até 2009.
Segundo ele, as regiões que apresentam taxas de crescimento da epidemia e de mortes são, também, as que possuem as maiores proporções de diagnóstico tardio e as que têm os piores indicadores de saúde.Para o pesquisador da USP Alexandre Grangeiro, grande parte dessas mortes são decorrentes da falta de acesso oportuno aos serviços.
A epidemia global de HIV está establizada com um número de infectados em 33 milhões.
A quantidade de mortes provocada pela síndrome no mundo também vem caindo nos últimos anos - de 2,3 milhões, em 2004, para 1,8 milhão, em 2009.

OIT vai incluir capítulo sobre empregados domésticos na Convenção 102

OIT vai incluir capítulo sobre empregados domésticos na Convenção 102
Escrito por Ayra Carvalho, com informação do INSS
Ter, 14 de Junho de 2011 08:52
O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, ao participar da 100ª Reunião da
Conferência Internacional do Trabalho, em Genebra, declarou que a Comissão de
Proteção Social da Organização Internacional do Trabalho vai aprovar a manifestação
para incluir um capítulo específico sobre empregados domésticos na Convenção 102 da OIT.

Tal convenção define os parâmetros para a segurança social dos trabalhadores e determina a concessão de direitos básicos como a aposentadoria por idade e invalidez, auxílio-doença, salários família e maternidade e o pagamento de pensão por morte. Garibaldi Filho fez um pronunciamento na tarde desta segunda-feira (13), no qual descreveu os avanços experimentados pelo Brasil nas áreas de seguridade social, saúde e assistência social. “Pude anunciar importantes conquistas do Brasil e do Ministério, como a adesão de mais de um milhão de pessoas no programa Empreendedor Individual”, explicou. Ele ainda coloca que o mundo inteiro reconhece que o Brasil tem avançado muito no que diz respeito à seguridade social. E destacou que a Previdência Social é imprescindível para um país, sobretudo pela cobertura que oferece às pessoas mais idosas e aos que, por alguma razão, estão impossibilitados de trabalhar. “Sem os benefícios previdenciários 65% das pessoas no Brasil com mais de 60 anos estariam na linha de pobreza”, informou. De acordo com dados de uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), em 2009, atualmente com as transferências previdenciárias, somente 8% dos idosos estão na linha de pobreza. Várias outras autoridades discursaram durante a reunião, entre elas a ex-presidenta do Chile e atual diretora-executiva da ONU-Mulher, Michelle Bachelet, reconhecida como uma das responsáveis pela modernização da previdência chilena.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Curso VIOLÊNCIA DOMÉSTICA - ênfase ABUSO IFANTIL

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA - ênfase ABUSO INFANTIL.
Público Alvo: Psicólogos, Assistente Social e Profissional da Área da Saúde.

Coordenação:
Martha NarvazPsicóloga e Terapeuta Familiar (INFAPA/CEFI), Especialista em Terapia Familiar; em Famílias com Dependência Química e na Área de Violência Doméstica pela USP. Doutora em Psicologia pela UFRGS. Ex-supervisora no Serviço de Atendimento Familiar e Coordenadora do Atendimento a Famílias em Situação de Violência no Hospital Materno–Infantil Presidente Vargas (1993-2003).

Ceres Valle MachadoAssistente Social; Especialista em Terapia de Família e Casal Pelo DOMUS; Ex- Integrante do Programa de Atendimento a Famílias em Situação de Violência Doméstica do Programa SENTINELA/Caxias do Sul; Pós-Graduanda em Gestão do Social (UNISINOS).

Jussinara Narvaz - Advogada, Assessora, Consultora Jurídica e professora especialista em Direito Penal e Processual Penal (ULBRA/2005); Previdência e Assistência Social (UCS/2007); Ex-Membro da Comissão da Mulher Advogada e Comissão de Ensino OAB/RS(2008); Atual Membro das Comissões de Direito Previdenciário e Direitos do Idoso OAB/MA(2010); Profa. Cursos de Especialização da FASEP/DF de Gestão e Planejamento em Saúde da Família, Enfermagem do Trabalho, Saúde Mental e Odontologia do Trabalho; Profa. CETIEAD, UNISINOS; com atuação no atendimento ao cidadão em condição de vulnerabilidade: mulher, criança, adolescente, idoso e dependente químico, portador de HIV/CÂNCER, na orientação e encaminhamento para a rede se saúde e atendimento.

Conteúdo Programático: Aspectos conceituais da Violência: teorias explicativas, conceitos, definições e categorias; Violência e poder: abuso de poder e aspectos geracionais e de gênero ; Violência doméstica: abuso sexual, violência contra as mulheres e contra idosos; Abuso sexual: conceituação, mitos, sinais e sintomas, fatores de risco, seqüelas físicas e psíquicas, dados estatísticos; peculiaridades da família incestogênica – o ciclo aditivo e a questão do segredo; A complexidade das questões familiares: o papel da mãe das vítimas de abuso sexual, o impacto na família extensa e nos irmãos da vítima de abuso sexual; Compreendendo os agressores e abusadores sexuais: tipologias, características e manejo; as co-morbidades e o papel das relações sadomasoquistas e da dependência química nas situações de violência doméstica; a psicopatia, a periculosidade e a criminologia; Aspectos práticos: intervenção interdisciplinar , a entrevista para a identificação da violência: cuidados fundamentais e protocolos de avaliação, a questão da denúncia legal e do sigilo; especificidades das entrevistas periciais, manejo de situações especiais: as disputas de guarda e as síndromes por procuração e a questão das falsas memórias; a questão da equipe e da rede de encaminhamento: aspectos éticos e legislação; questões assistenciais e previdenciárias; Discussão de casos e dramatização de atendimento/acolhimento/intervenção.

Datas: Sábados: 13/8; 27/08, 10/09, 08/10, 22/10, 12/11 das 13h15min às 17h45min Investimento: Até 29/07: Matrícula: R$ 35,00 e 4 parcelas R$ 225,00 ou R$ 810,00 à vista A partir de 30/07: Matrícula: R$ 45,00 e 4 parcelas R$ 235,00 ou R$ 846,00 à vista

VAGAS LIMITADAS – INSCRIÇÕES ATÉ 03/08 Inscreva-se

* Os valores para pagamento com desconto devem ser efetuados na íntegra e dentro da data limite.
* Para pagamento através do PagSeguro, será cobrado preço único do curso com o valor à vista incluindo a matrícula.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

RECADO DE FILHO NO MSN????…MASTERCARD NÃO PAGA!

 

msn enviada via msn EM 01/07/201:

alexandre vietta diz (18:56)
mãe ja to saindo só liguei pra ti mandar um beijo e dizer que

Coração vermelhoCoração vermelho te amoooo muitaoCoração vermelhoCoração vermelho    teamo mãe

 

DESEJO QUE TODAS AS MÃES TENHAM O QUE TENHO DOS MEUS FILHOS COM ESTAS MANIFESTAÇÕES!

DESEJO QUE TODAS AS MÃES E MULHERESE TENHA HOMESN COM ESTE “HOMENZINHO” NAS SUAS VIDAS, QUE DIZEM  “TE AMO”! simplesmente PQ AMAM ou PQ PARA “ELAS” É  IMPORTANTE OUVIR!

 

MEU filho AMADO.. Dia das mães 2011 (5)

EU É QUE TE AMO MUITO, MUITÃO!  E NÃO É SÓ ALEGRIA, É muuutio orgulho que sinto de receber uma mensagem tua assim, do nada, sem “motivo nem data especial”!

EU É QUE TE AMO MUITÃO!!!!!!!!

TUA MÃE, e SEMPRE AMIGA!

Mamãe!! (hahhaa, tá bom!!)

J u s s I n a a a a a a r a a a a a !

MENSAEM DE FILHO?!Coração vermelhoCoração vermelhoNINGUÉÉÉM PAGA!

Cursos capacitação, extensão e in comapny - jussinara.adv@hotmail.com

  • Crimes Previdenciários - Pratica e análise jurisprudencial
  • Crimes X Criança e Adolescente - MOD I - Abuso Sexual Infantil
  • Crimes X Criança e Adolescente - MOD II - PEDOFILIA
  • Crimes X Idoso - Direitos e Proteção legal
  • Crimes x Mulher - Viol. Doméstica
  • ECA na Escola - Direitos e Deveres da Criança e Adolescente
  • Educação em Direitos Humanos - Ensino Fundamental/Noções Gerais
  • Mecanismos de proteção do E.C.A
  • Previdenciário - Assistencia Social - Benefícios da LOAS - Teoria e Prática
  • Previdenciário - Assistência Social e direitos do IDOSO
  • Previdenciário - Benefícios por Inacapacidade - Teoria e Prática
  • Saúde - Rede de Atendimento e o paciente com CÂNCER
  • Saúde Mental - Dependente Químico - Intervenção psico-social e legal.
  • Saúde Mental - Intervenção socio-jurídica ao PACIENTE COM TRANSTORNO MENTAL.
  • Saúde Mental e Internação Compulsória.
  • Viol. Doméstica - Questões e Prática (Lei Maria da Penha)